Bororó 25

O Que Fazemos

UNIVERSO BORORÓ

"O apego ao passado está a serviço do adoecimento!"

O Método Curação é uma tecnologia de gestão das emoções, uma prática reflexiva e curativa, um olhar poético sobre a autoria do viver. É um conjunto de conceitos e técnicas aplicados à construção da Felicidade Possível.

Conheça mais sobre o método.

Editora Bororó25

Editora Bororó25

A Editora Bororó25 nasceu do desejo de compartilhar nossos escritos com autonomia editorial. Nossa movimentação solitária num universo tão desconhecido, foi desafiadora. Neste sentido, o que temos hoje produzido e distribuído dentro deste site, tem por nós um valor inestimável da guerrilha da educação para a saúde emocional. A produção literária das autoras cumpre o propósito, e o desejo, de divulgar a sua metodologia própria: o Método Curação.

A Editora Bororó25 tem seis títulos publicados: os três primeiros livros: A Vida como ela é para cada um de nós; Curação: a arte de bem cuidar-se e A Felicidade Possível.

A arte de SE fazer feliz, série pocket com 3 libretos, é uma releitura dos primeiros livros, com um olhar que revisita os conceitos anteriormente formulados, criando novos conceitos..

O libreto3 da série, traz de forma inédita uma das dinâmicas do Método CurAção: a Equação da Felicidade Possível.

O objeto de interesse de todo o conhecimento produzido é o sujeito e sua capacidade de construir saúde emocional, por meio do autoconhecimento. Esta produção de autonomia coloca a pessoa como o gestor de suas emoções e alcança ferramentas para que cada um faça seu próprio trabalho emocional.

A Bororó25 acredita que a felicidade possível é construída por meio de conhecimentos específicos sobre o funcionamento da alma e que estes conhecimentos, quando aplicados ao viver, produzem autoconhecimento.



A arte de SE fazer feliz

A série pocket “a arte de SE fazer feliz” é um potente contrabando: contra-os-bandos, pois acreditamos que não há saúde emocional no rebanho, nem no mesmo, nem no igual. Nesta série, como nos demais livros, defendemos a ideia de que não há felicidade possível na tirania da idealização. Produzir saúde emocional é um constante esforço de autoconhecimento, um propósito de persistência, coragem e vigor. Viver em curação é um estilo de vida, uma arte. E, como em toda a arte, há um conhecimento a ser adquirido, uma técnica a ser aperfeiçoada e habilidades a serem desenvolvidas. Com o desejo de oferecer uma leitura dinâmica e objetiva desta tecnologia-arte, criamos a série pocket. Publicado em outubro de 2013

Visite nossa loja

A Felicidade Possível

Vivemos em uma cultura regida pela tirania da felicidade idealizada, porém neste livro apresentamos outro cenário: a construção da Felicidade Possível a cada um de nós. Esta felicidade exige uma tecnologia para desconstruir toda a idealização sobre a vida e sobre nós. Apresentamos a estrutura do Método Curação de forma sistematizada e poética. A rede conceitual parte da filosofia e encontra apoio em narrativas e exemplos do cotidiano. Este livro é um manifesto sobre a felicidade que habita cada possibilidade de existência se estivermos habilitados para a sua construção. Publicado em novembro de 2011

Visite nossa loja

Curação – a arte de bem cuidar-se

Apresentamos o Método Curação de uma forma discursiva, acompanhado de orientações para o desenvolvimento do processo de autoanálise. O livro é construído em curtas seções que apresentam os conceitos básicos do método. A palavra Cura+Ação é apresentada pela primeira vez neste livro. Foram criadas para convidar o leitor a entrar em contato com duas potentes proposições: Cura e Ação. Este livro convoca no leitor suas versões saudáveis – para vivenciar a diferença entre ser um si-mesmo sempre igual, ou um si-próprio, autoral e caleidoscópico. É comovente a prática de Curação na vida de cada um de nós! Publicado em janeiro de 2009

Visite nossa loja

A Vida como ela é para cada um de nós

É um manual de autoanálise sobre a filosofia do cotidiano. Oferece uma tecnologia de gestão das emoções em uma linguagem simples e direta sobre como nos habilitamos ao bem viver. A narrativa discorre de forma fluída e romanceada, apresentando os conceitos quase como que um contrabando. O leitor vai se inaugurando na teoria e se apropriando de uma forma de pensar a vida, antes de tudo. O texto foi escrito de forma que o leitor converse consigo, em uma narrativa poética, sussurrada sutilmente, que proporcione estratégias de conexão com a sua alma. Publicado em agosto de 2008

Visite nossa loja

A arte imita a vida: o cinema é a arte que mais se aproxima da vida como a percebemos. O cinema contemporâneo tem retratado com muita competência os dramas humanos. No CINE Bororó25, além de desfrutar da beleza do filme, da trilha e da fotografia de cada cena, dedicamos especial atenção para a linguagem verbal e para o gestual de cada personagem l da história, para a maneira como o drama de cada um é contado e o que podemos aprender com eles. Utilizamos a apresentação de filmes como laboratórios de vida, ensaios, recortes, onde podemos nos projetar e identificar nos personagens, cenas e passagens de nossas próprias vidas.

Observamos nas sessões do Cine Bororó25 como os personagens vão encaminhando suas vidas, seus relacionamentos, seu caminho, seus enfrentamentos e suas dores. Cada cena, nos mais diferentes cenários, nos ajuda a ilustrar a vida como ela é e aprender sobre nossas próprias vivências. Contemplamos os diferentes desfechos, estudamos atentamente os discursos, a forma e o conteúdo dos diálogos e legendamos cada cena com os conceitos do Método Curação.


O CineBororó25 e o Método Curação

O Cine Bororó25 é uma das portas de entrada para o aprendizado do Método Curação. É a possibilidade de ver ao vivo e a cores, de forma quase caricatural, a aplicação da Tecnologia de Gestão das Emoções, a ferramenta de autoconhecimento da Bororó25.

Nas reflexões sobre o filme, discutimos os personagens sempre iluminados pela rede conceitual do método , de uma forma séria, porém lúdica. Investigamos a pauta dos desejos de cada personagem: alguns são regidos pelo desejo de se fazerem felizes enquanto outros se movem reféns de suas idealizações. A forma como os personagens percebem suas vidas, emoções, pensamentos, relacionamentos e transformam suas emoções em sentimentos úteis ou não para ações curativas ou adoecidas torna-se muito evidente. O modo como alguns deles significam suas percepções de forma a criarem um sentido existencial ou não para seu viver, também é facilmente observado.

Os quatro verbos que regem a Tecnologia de Gestão das Emoções: DESEJAR, PERCEBER, SIGNIFICAR e AGIR são identificados em diversas cenas das histórias que selecionamos para as sessões do CINEBororó25.

CINE Bororó25: cinema, filosofia, chá quentinho, pipoca e muita, muita reflexão!



Próximas edições

GRUPO DE REFLEXÃO

Chamamos o Grupo de Reflexão, carinhosamente, de grupo de autoanálise, por ser um espaço em que a própria pessoa constrói sua prática de Curação sem a mediação do terapeuta. Cada um vai produzindo, em seu tempo, o autoconhecimento necessário ao seu próprio bem viver e construindo sua teia de significados, sua rede de amparo emocional. Reunidos semanalmente, estudamos os livros e discutimos os conceitos do Método Curação, aplicando o aprendizado ao cotidiano.

Diferente dos grupos de análise, no Grupo de Reflexão, a narrativa das vivências pessoais não é essencial, pois o propósito do encontro é o autoconhecimento a partir do estudo dos conceitos. No entanto, quando a pessoa deseja aplicar os conceitos estudados e relatar suas experiências, a fim de exercitar sua aprendizagem, é sempre muito bem vinda.


A história dos Grupos de Reflexão

A história dos Grupos de Reflexão é a própria história da Bororó25. Em 2007, iniciamos com os grupos de reflexão. Originárias do saber médico e psicológico, nossos estudos haviam passado pela medicina coletiva, medicina de família, psicoterapia, psico-análise e filosofia. Depois de quase 25 anos de carreira, cada uma de nós já havia trilhado um longo percurso profissional e reconhecido o desejo de juntas, irmos mais longe. Percebemos o desejo de ampliarmos nossa bela e intensa experiência como irmãs e trabalharmos juntas, em um projeto congregando mais pessoas, para que construíssemos um caminho voltado para a alfabetização em saúde emocional. Desejávamos juntar os amigos, os parceiros de outras jornadas de trabalho, as pessoas com as quais trabalhávamos em atendimentos individuais, em grupo e família.

Promoção da saúde emocional era nosso projeto. Sabíamos que trabalhar nesse enfoque seria andar na contramão. Sabíamos que trabalhar com educação emocional era uma proposta audaciosa, pois vivemos em uma sociedade na qual os recursos são alocados a serviço de reestabelecer a saúde, mas jamais investir nela, a menos que se adoeça.

Sabíamos que precisaríamos de todos. Todos os braços ao convés! Juntamos muita gente. As reuniões eram uma festa. A percepção que tínhamos era a de que estávamos criando algo novo. Havia um burburinho em nossos corações.

No início, trazíamos textos de autores consagrados dentro da filosofia e da psico-análise para estudar nos grupos. Mas, rapidamente percebemos que aquele modelo não funcionava, pois as pessoas desejavam nossas interpretações sobre os textos. Modificamos a sistemática e passamos a trazer diretamente o que, de pessoal, havíamos produzido a partir de nossa experiência clínica e da leitura dos diferentes autores. O contato com as pessoas, acompanhando suas narrativas e suas vidas,, haviam precipitado sobre nossas almas uma observação e compreensão inusitada sobre o humano. Começamos a fazer registros do que produzíamos durante as reuniões com os grupos. Produzimos muito material, em muito pouco tempo. E começamos a publicar estas reflexões em livros. A quantidade de conceitos que se precipitavam em nós, nos surpreendia. Criamos uma vasta rede conceitual, uma verdadeira rede de apoio. De tal sorte, que nos sentíamos amparados nela. Era lançar um tema à reflexão e os conceitos pulavam em nossas almas como lanternas a iluminar o caminho. Os fios da teia conceitual se criavam de modo ininterrupto, como os fios da teia da aranha. E por entre nossas pisadas, passo a passo, sentíamos uma segurança em prosseguir caminhando e criando. No terceiro ano, em 2010, percebemos que o que havíamos produzido até ali, merecia uma maior sistematização, pois era já uma metodologia para pensar a vida. Era um método, firme e flexível o suficiente para avançar. Descobrimos também que este processo de autoanálise só se faz inventando um olhar poético sobre cada momentinho do nosso viver!


Confira as datas na agenda

“Dize-me com quem andas e direi quem és!”

Verdade. Quem ama cuida! Outra grande verdade. Adoecemos no encontro e nos curamos no encontro. Juntando estas três profundas verdades, concluímos que amigo é tudo na vida. E os amigos que trabalham juntos são parceiros. Assim, a Bororó25 é um coletivo com muitas parcerias. Parcerias seguras para a grande travessia da vida. Pois, quem é responsável pelo próprio cuidado – pela sua saúde emocional e física – faz ações curativas no sentido de tornar-se um terreno fértil para o bem viver.

O caminho do autoconhecimento é uma escolha que produz autocuidado e cria sobre si um circulo virtuoso. Quem se conhece sabe como se cuidar, e quem se cuida cada vez mais descobre sobre si próprio. É exigente e desafiador cuidar bem de si próprio, equacionando tempo, qualidade de vida, compromissos pessoais e profissionais. Tendemos a buscar desculpas para justificar o não cuidado conosco, idealizando que o não cuidado não cobrará seu preço.

Assim, o coletivo de saúde Bororó25 é um rizoma, uma rede composta de muitos profissionais amigos da saúde que tem como propósito de vida o reconhecimento de que para se fazer feliz, precisamos todos, de todos os braços ao convés. A vida é uma prova de revezamento e cada um de nós fazendo o que gosta e sabe fazer bem, vai alcançando ao outro uma força na travessia.

Cuidar-se é oferecer amor a quem somos e a quem se revela em nós frente a vida, e frente ao adoecimento. O autocuidado é imprescindível para quem deseja uma vida saudável e neste cenário a equação corpo-mente é retroalimentar. Nosso corpo saudável nos auxilia na gestão de nossas emoções. Nossa emoções investigadas, e significadas, são sustentação para as ações curativas de cuidado com nosso corpo.

Alimentação, exercícios físicos, massagens, terapias com óleos essências. Yoga, Meditação, Medicina Ayurvédica, Jin Shin Jyutsu, Jogos de Improviso, e Roda de Conversa +60 para a Terceira Idade.

Parceiros da Bororó25 na Construção da Felicidade Possível.



Improvida

Improvida

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat.

Coordenação:
Dr. Marcia da Silva
Especialista em uis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi.

Para maiores informações entre em contato: contato@bororo25.com.br
Fisio+Ação

Fisio+Ação

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat.

Coordenação:
Dr. Marcia da Silva
Especialista em uis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi.

Para maiores informações entre em contato: contato@bororo25.com.br
Ayurveda

Ayurveda

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat.

Coordenação:
Dr. Marcia da Silva
Especialista em uis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi.

Para maiores informações entre em contato: contato@bororo25.com.br
Roda de conversa +60

Roda de conversa +60

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam erat volutpat. Ut wisi enim ad minim veniam, quis nostrud exerci tation ullamcorper suscipit lobortis nisl ut aliquip ex ea commodo consequat.

Coordenação:
Dr. Marcia da Silva
Especialista em uis autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et accumsan et iusto odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore te feugait nulla facilisi.

Para maiores informações entre em contato: contato@bororo25.com.br

Trabalho emocional

O trabalho emocional da Bororó25 tem ênfase na prática de que a saúde emocional só é de fato construída mediante ao dedicado trabalho sobre nossas emoções. Apreciamos a definição do conceito de trabalho, como a física propõe: W(trabalho)= F(força, intenção, propósito) X T(tempo, dedicação, prática). Não acreditamos em milagres terapêuticos, ou curas mágicas. O caminho que conhecemos é o da constante dedicação, atenção e esforço continuado para habilitar-se a cuidar bem das emoções, transformando-as em sentimentos úteis para a escolha das ações saudáveis, a cada momento. É evidente que neste processo de aprendizagem constante, nesta produção de autoconhecimento, é vital o estudo das ferramentas necessárias à construção da autonomia pessoal. Todos os trabalhos emocionais empreendidos na Bororó25 são para a produção de autonomia emocional. O propósito de nossa intervenção terapêutica é oferecer ferramentas para que a pessoa apreenda a ser o gestor das suas emoções.

Grupo de análise

O desejo de trabalhar em grupos nasceu do reconhecimento de que tudo no humano se dá a partir do encontro. Nascemos do encontro. Adoecemos e nos curamos no encontro. Impossível para o humano viver em isolamento. No encontro com o outro nos revelamos e neste revelar-se nos conhecemos. O outro é sempre o terreno do incontrolável e é neste efeito - do incontrolável - que surge em nós, o incontrolável, o incognoscível, o inapreensível. A sutileza do que em nós se revela em grupo, nossas emoções, nossos sentimentos, pensamentos e comportamentos, é uma oportunidade para o autoconhecimento. Nos grupos se reproduzem muitas das experiências cotidianas com familiares, amigos e relações de trabalho. O Grupo de Análise tem uma energia singular, terapêutica e confessional. O outro funciona como um espelho e neste descobrimento do encontro coletivo, é possível nos construímos, reconstruímos e nos resignificamos, criando um espaço de intimidade e acolhimento na presença de companhias seguras. É a partir do relato singular de cada um, que, muitas vezes encontramos uma possibilidade, um convite a dar voz à nossa história.

Trabalho individual

O cenário do trabalho emocional individual é o desenho mais conhecido e praticado pelas pessoas. Representa um universo bastante seguro, pois as variáveis são muito mais controladas do que o trabalho em grupo. Utilizamos esta modalidade quando a pessoa deseja aprofundar determinadas questões mais particulares. É uma combinação extremamente potente associar ao trabalho individual um grupo de análise, pois todo o material que surge a partir de quem em nós se revela na presença do outro, durante o grupo, pode ser mais detalhadamente aprofundado no trabalho individual.

Trabalho com famílias e casais

É, talvez, o trabalho mais exigente para todas as pessoas envolvidas, incluindo o terapeuta. Este trabalho emocional é muito eficaz quando os problemas que identificamos se dá nas relações familiares ou de casal. A intervenção torna-se extremamente potente, pois é realizada dentro do próprio cenário de conflito. Isto torna o processo muito intenso, expandindo a ação terapêutica e a potência curativa de todos.